Windows Live Messenger + Facebook

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

O Altar de Incenso (uma das jóias no processo da adoração)


Medindo 1 metro de altura e meio metro de cada lado, o altar de incenso era de madeira de cetim, com quatro pontas, uma em cada lado. Todo ele coberto de ouro e decorado com uma coroa desse mesmo metal ao redor. A sua disposição no Santuário era junto ao terceiro Véu, ao ocidente, de sorte que ao entrarem no Santuário os sacerdotes o tinham bem a sua frente, enquanto a esquerda (sul) ficava o candelabro e a direita (norte) a mesa.

Neste altar, todo coberto de Ouro Puro, não se ofereciam animais como no altar de bronze que estava no átrio. Aqui só se podia queimar incenso aromático. O cheiro agradável do incenso subia a Deus. O significado simbólico do incenso é esclarecido em Salmos. 141:2 e Apocalipse.8:3_ São as orações dos Santos, também compreende as acções de graça, o louvor e a adoração do povo de Deus. Hebreus.13:15.
Tudo isso sobe a Deus mas é oferecido no altar.

Por assim dizer, é como se o Altar o levasse a Deus. Vemos, portanto que é Cristo que apresenta as nossas orações e acções de graça a Deus.
Seriam aceitáveis a Deus se viessem directamente de nós? Não. Cristo as santifica.
Cada crente pode assim na condição de sacerdote, aproximar-se de Deus. Mas os filhos de Deus também podem fazê-lo em conjunto, como sacerdócio santo podem oferecer sacrifícios espirituais, agradáveis a Deus por intermédio de Jesus Cristo.

Por ser meio de ligação com o Santo dos Santos este altar possui importante aplicação para a nossa vida cristã.
Ele aponta para as nossas orações especialmente para o nosso louvor e adoração. O Sumo-sacerdote não podia entrar no Santíssimo Lugar sem conduzir um incensário portátil, no qual o incenso estivesse sendo queimado.
O Salmo 84: 3, diz que o pardal e a andorinha têm os seus ninhos, um lugarzinho onde podem descansar. E o Salmista continua a descrever o lugar de descanso como sendo nos TEUS ALTARES, SENHOR DOS EXÉRCITOS, REI MEU E DEUS MEU!

Note que a palavra altares está no plural, pois há dois.
Primeiro a pessoa deve achar descanso no altar de bronze, dos holocaustos, no átrio. Significa que ela deve reconciliar-se com Deus junto a Cruz. Este passo é o começo de sua vida de fé.
Depois, pela oração e adoração gozará descanso junto ao altar de ouro, do incenso. Este é o segundo passo.

A Adoração é a coisa mais sublime que um homem pode oferecer. Começa aqui na terra e jamais terminará. Já aqui na terra podemos oferecer louvores e adoração, mas na verdade trata-se daquilo que será a nossa ocupação no Céu por toda Eternidade_ Ap.5.

O INCENSO

Este devia ser elaborado exactamente segundo a instrução divina. Uma mistura de alguns ingredientes que veremos, não era permitido que ninguém o reproduzisse ou então que o cheirasse. O INCENSO ERA UM SEGREDO SÓ PARA DEUS.
A plena delícia da glória do filho AMADO EXCLUSIVAMENTE PARA O PAI.
No holocausto, vimos a obra da redenção que Cristo realizou.
No incenso vemos a que Ele próprio é.
Não se trata do que Ele fez ou concretizou, por grandioso que seja, mas trata-se de suas qualidades pessoais.

Uma pessoa é mais que a obra que tenha feito! Pensemos em Sua grandeza, Seu maravilhoso amor e Suas muitas glórias. Não podemos nós como sacerdotes oferecer isto a Deus? Sim podemos levá-lO ao Pai, podemos dizer a Ele tudo o que encontramos e admiramos no Filho. Podemos nos deixar preencher por tudo que encontramos no Senhor Jesus, tudo o que temos desfrutado em Sua pessoa e falar com o Pai. Aí teremos comunhão com a Trindade de Deus.
É verdade que jamais poderemos agradecer – Lhe o suficiente pela redenção cumprida e pelas bênçãos que recebemos em decorrência.
Mas o incenso, a adoração é algo mais que agradecer: É gozar junto ao Pai aquilo que o Filho é, Sua Beleza, Seu amor e todas as Riquezas de Sua pessoa. É incenso de aroma agradável ao Pai.
Quando meditamos na pessoa do Senhor Jesus, quão grande e quão cheio de amor Ele é… e aí então podemos nos achegar a Deus e compartilhar com Ele, isso é adorar.
É derramar o bálsamo de Nardo puro de nossa alma como o fez Maria de Betânia quando ungiu os pés do Senhor e toda a casa se encheu com o cheiro do perfume. Isto é oferecer incenso de aroma agradável.

Ninguém chega ao Santo dos Santos sem estar disposto a dar!

A COMPOSIÇÃO DO INCENSO
Nos elementos que compõem o incenso puro: O ESTORAQUE, A ONICHA E O GÁLBANO, encontramos preciosas inspirações para nossa vida de oração, adoração e acção de graças.


1 O ESTORAQUE

A raiz desta palavra, na língua hebraica, significa “gota”, talvez pelo facto desse perfume desprender-se espontaneamente do arbusto do mesmo nome: o “STORAX OFFICINALE”. Isto sugere que o nosso louvor e adoração devem ser espontâneos.


2 A ONICHA

Esse perfume era extraído de um molusco marinho, o STROMBUS, que vive nos mares orientais.
Esse elemento nos ensina que nossas orações e adoração devem vir das profundezas da alma, tal como em David, que disse: Das profundezas a Ti clamo, e em Ana que com amargura de alma orou ao Senhor e chorou abundantemente.


3 O GÁLBANO

Esse terceiro elemento era extraído de um arbusto do mesmo nome, encontrado na Arábia, Pérsia, Índia e África. Diferentemente do Estoraque, o Gálbano brotava das folhas e galhos mediante a sua trituração.
Nossa adoração e súplica devem partir de um coração quebrantado e contrito.
Arrancar nossos louvores de corações moídos e vidas partidas, como das folhas de Gálbano.
E Deus não apenas receberá nossos louvores, mas usará poderosamente para glória de Seu nome.
Vemos com esta explanação a enorme importância do incenso, neste processo.

BENÇÃOS MIL!!!!!

1 comentário:

  1. Estou maravilhado com os tópicos deste blog. Em breve estarei acessando e esmiuçando o conteúdo do mesmo. Hoje, irei ministrar sobre Incenso "Oração e Adoração".
    Também tenho um blog: www.conformandoacristo.blogspot.com
    Lá eu postei algo sobre adoração pessoal.

    Um abraço e fique na paz do Senhor Jesus Cristo.

    ResponderEliminar