Windows Live Messenger + Facebook

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Átrio (continuação) - A bacia de Bronze


A segunda peça com a qual nos encontramos no átrio é a BACIA DE BRONZE. Era o local onde o sacerdote lavava-se para que pudesse entrar no Santuário como sacerdote purificado, a entrada no santuário era proibida a qualquer homem. Por ser Deus tão Santo e porque eles se contaminavam constantemente, havia uma ordem rigorosa ditando que cada vez eles deviam lavar-se naquela bacia.

Uma vez realizado o sacrifício era possível o acesso do sacerdote ao lavatório, a qual representa a purificação e santificação, assim era no Antigo Testamento.
Para um homem qualquer do povo esta bacia não tinha muita importância, visto que não lhe era permitido passar além do altar.
Contudo a bacia de bronze era importante para o sacerdote, diariamente ele tinha que lidar com ela.

Hoje a situação é diferente, o significado desta bacia de bronze é importante para todos, desde que tenham já passado pelo altar de holocausto, isto é, pela experiência da conversão. Pois aos que aceitaram a oferta (Jesus), Deus não só os lavou de seus pecados como também os fez sacerdotes. Em Apocalipse 1:5-6, lemos que o Senhor Jesus ama os Seus e fez deles sacerdotes para Deus, Seu Pai. Agora existe o sacerdócio Universal de todos os crentes, e nesta questão, o Novo Testamento não reconhece nenhuma classe distinta de sacerdotes – I Pe. 2:5 e 9.

Continuando; esta bacia estava cheia de água, água na Bíblia aponta para o poder purificador que a palavra exerce sobre uma pessoa.
A santificação deve ser uma experiência constante na vida do adorador, a Bíblia diz-nos para seguirmos a santificação, sem a qual ninguém verá a Deus. Hb.12:4/ I Pe. 1:15.
Após passarmos pelo altar de bronze: experiência da conversão, precisamos diariamente nos santificar, pois experimentamos sempre as imperfeições que nos são inerentes.
Comecemos agora a compreender o caminho que nos leva até a presença de Deus para adora-Lo:

1. Conversão – Altar de holocausto
2. Purificação constante – Bacia de bronze.

Esta purificação está apontando para o poder da palavra em nós, que implica o conhecimento de Deus e crescimento espiritual que se segue após a conversão.

A adoração baseia-se na verdade acerca de Deus, e esta verdade está contida na Sua palavra, vemos agora a importância do conhecimento bíblico na vida do adorador.
A nossa opinião acerca de Deus determina a forma como nos relacionamos com Ele, e a forma como nos relacionamos com Ele determina a forma como O adoramos.

E só podemos ter opinião acerca de Deus se O conhecermos e só O conheceremos por meio desta ligação com a sua palavra e durante a experiência de adoração.
A bacia de bronze, fora feita dos espelhos das mulheres piedosas – Ex.38:8, tratava-se de peças de bronze polidas o bastante para reflectir a face. Por estar ao ar livre, a água da bacia reflectia o rosto do sacerdote. Tiago fala da Palavra como espelho na qual podemos enxergar nosso rosto (espiritual), induzindo-nos ao auto-juízo e faz-nos ver melhor as nossas imperfeições. Notando nossos erros, também podemos removê-los e sermos purificados, de formas que nos aproximemos de Deus puros, livres de impedimentos para adorá-Lo.

Continuando a nossa caminhada pelo tabernáculo, antes de entrar para o Santuário que é o segundo passo, o cristão como já vimos precisa passar pelo altar de holocausto e pela bacia de bronze, ou seja, é necessário que tenha nascido de novo e esteja crescendo em santidade e no conhecimento de Deus pala Palavra.

Bençãos Mil!!


1 comentário:

  1. A Paz do Senhor!
    Gostei do blog. Parabéns!!
    Que o Senhor Jesus continue abençoando.

    Em Cristo,

    www.gloriosaesperanca.blogspot.com

    ResponderEliminar