Windows Live Messenger + Facebook

sexta-feira, 12 de junho de 2009

O Adorador nº 01



É curioso, o facto de a adoração na terra ser um reflexo da adoração no CÉU que é o espelho. Mas uma coisa é ainda mais curiosa: a questão da diferença. Toda a criação adora a Deus, toda. A natureza, os anjos, os céus , a terra, o homem...Tudo!

Nos perguntamos o seguinte: Se a adoração é algo permanente no Céu, algo que os anjos fazem noite e dia, os 24 anciãos o fazem sem cessar, a criação também o faz sem cessar, porque a adoração na terra que parte do homem “mexe” com Deus, porque comove tanto a Deus?
Porque acontecem coisas diferentes quando é o homem a adorar?

A perfeita adoração é precisamente a do céu, porque a nossa sendo apenas o reflexo provoca reacções da parte de Deus?

Vejamos, toda a criação existe com o propósito principal de adorar a Deus, até ai tudo certo. A natureza e tudo o mais estão em constante adoração a Deus, jamais foram privados desta graça e é assim desde a eternidade. No céu é precisamente a mesma coisa, “adoração real”, é sempre assim e Deus permanece sempre recebendo a adoração destas duas proveniências.
Mas quando surge um homem e se levanta em espírito e em verdade dizendo Santo ao Senhor ou expressando outra forma de adoração, Deus não permanece assim, como vimos atrás: DEUS SE COMOVE! O que acontece afinal de contas?



1. O homem é a criatura formada e não apenas criada (Deus não disse "haja homem", Deus formou-o)
Há um toque especial na criação do homem

2.
O homem é a coroa da criação
Há uma capacidade racional para adorar o Criador

3. O homem é a criatura imagem e semelhança do Criador
Há uma capacidade espiritual e intelectual para adorar

OS PASSOS QUE SEGUEM SÃO OS MAIS PONTUAIS

4. O homem é a criatura desviada



Houve um “deslize” desta criatura

5. O homem é a criatura recuperada
Houve um plano “B” que envolveu um “sacrifício”

6.
O homem é a criatura reconciliada
Houve a criação de uma “nova aliança”

7. O homem é a criatura comissionada



Há uma participação especial do próprio homem no projecto de “recuperação” da criatura (outro homem)



8. O homem é a criatura capaz de ser ao mesmo tempo: criatura, filho, servo e amigo do Criador.
Há mais de uma faceta que “ liga” o homem a Deus



9. O homem é a criatura esperada no céu
Há uma “expectativa no céu”, aguardando a chegada da criatura reconciliada

Sem comentários:

Enviar um comentário